PORTO DO AÇU PROMOVE NOVA CAMPANHA PARA DOAÇÃO DE SANGUE EM PARCERIA COM HEMOCENTRO DE CAMPOS E UENF

Unidade móvel realizou coleta voluntária de colaboradores e familiares na semana do Dia Internacional do Voluntariado

 

O Porto do Açu promoveu, em parceria com o Hemocentro Regional de Campos e a UENF, uma campanha de coleta de sangue para repor os bancos do município, diante da baixa registrada durante a pandemia. A ação foi realizada na semana do Dia Internacional do Voluntariado, na unidade móvel colocada no estacionamento da universidade, para fazer a coleta voluntária de colaboradores do Porto do Açu e seus familiares. A campanha fez parte das iniciativas do AbrAÇU, o Programa de Voluntariado que abrange as empresas instaladas no Porto.

 

A parceria do empreendimento portuário com o Hemocentro é antiga e, só neste ano, duas ações de doação já foram organizadas de forma totalmente adaptada ao isolamento social imposto pela Covid-19. “Sempre organizamos as doações voluntárias dos nossos colaboradores dentro do Porto do Açu e, neste ano atípico, não deixaríamos de promover esta ação tão importante, ainda mais diante da queda acentuada nos estoques do município, devido à pandemia. Vamos fazer a nossa parte, como sempre fizemos, e com reforço total na segurança”, explicou Wanderson Sousa, gerente de Relacionamento com a Comunidade da Porto do Açu Operações.

 

Além dos requisitos já amplamente divulgados pelas campanhas do Hemocentro, como idade e peso, este ano os cuidados foram ampliados por conta da Covid-19. Os colaboradores interessados em doar foram submetidos a uma triagem para verificar se estão em condições satisfatórias de saúde.

 

A doadora Maria Carolina Barbosa, esposa de um dos colaboradores do Porto, saiu cedo de São João da Barra para participar da campanha, acompanhada do filho, de 12 anos. Desde que descobriu que o menino tinha leucemia, se engajou na boa ação e passou a doar com frequência.

 

“Comecei a doar sangue há dois anos e não parei mais. Faço questão de doar de três em três meses, seja durante campanhas ou no próprio Hemocentro. Ao descobrir a doença do meu filho, mergulhei ainda mais nesta missão. A sensação é sempre de dever cumprido, em um gesto rápido e simples”, afirmou.

 

São necessárias no mínimo 70 doações de sangue por dia para que o estoque do Hemocentro se mantenha equilibrado. Para doar é preciso levar um documento original de identidade com foto, ter peso superior a 50 kg, idade entre 16 e 69 anos, não estar em jejum e não ter ingerido alimentos gordurosos nas últimas três horas. O Hemocentro Regional abastece de sangue, unidades médicas de todo o Norte e Noroeste Fluminense.

%d bloggers like this: