O universo ‘Cognitivo’ de Claudio Camillo

O cantor e compositor Claudio Camillo lança, no próximo dia 5 de fevereiro, em todas as plataformas digitais, seu álbum COGNITIVO, título de uma das onze faixas, assinada por ele e por Euza Borges. Em suas composições, o artista fala da vida, das coisas da alma e da alma das coisas, num universo metafísico que lhe é bem peculiar.



Sua música é metafísica. Seu universo musical é metafísico. Transita nesse terreno com suas melodias e letras, porque seu grande barato é o universo do sentir. Costuma dizer que sem sentir, nada faz sentido.



“Busco a interação com o outro sempre, seja compondo, escrevendo, cantando… A música é de dois, de quem faz e de quem ouve. É quase como que uma simbiose. Sem essa química entre os dois, artista e público, ela não acontece, não existe”.



O álbum chega às plataformas pela MMT Produções, aos cuidados de Marcelo Moraes Teles, produtor musical, músico e arranjador. As músicas são todas autorais, assinadas por Claudio Camillo com os parceiros Millo Soul, Flávio Rodrigues e Euza Borges.



Os arranjos são de Alex Ribeiro e Person Tupinambá (Cognitivo). Os músicos são: Alex Ribeiro e Jean Oliveira (pianos), Person Tupinambá (contrabaixo), Paulinho Criança (bateria), Giló (percussão), Sopros (Dundun), violões (Tavinho Meneses), guitarras (Joélcio Oliveira), vocais (Nina Pancewski), mixado por Don Nei e Gilson Mendonça, a capa é de Claudio Camillo com foto de João Pedro Tesliuk.



As faixas são “Cognitivo”, “Escorpiões” e “Girassóis”, “Em Transe”, “Estrela nua”, “A sós”, “Agora ou now”, “Realidade virtual”, “Bela estrela”, “África”, “Eu não uso relógio”, “Blue jeans e blusão”.



Camillo tem um histórico de participação em festivais universitários e alguns municipais pelo Brasil, Rio, São Paulo, Paraná, Minas Gerais… Fez shows autorais e outros de abertura para alguns cantores mais conhecidos, como Lô Borges, Beto Guedes, Luiz Melodia e Claudio Nucci.



“Vivi, durante todo o tempo, a eterna busca entre o que é e o que deve ser.

Sinto no álbum COGNITIVO um Aleph, um novo começo. Tudo que espero é que a música flua e cumpra o seu papel”, instiga Camillo.



Então, é ouvir, deixar fluir e se conectar com esse som inclassificável em todos os seus sentidos. Imperdível.



Foto: Samuel Tosta

%d bloggers like this: