O que é família mosaico e quais os efeitos jurídicos dentro desse modelo?

Atualmente, é comum pais divorciados constituírem novas famílias. Ou seja, o pai se casa novamente, assim como a mãe. E, muitas vezes, seus cônjuges também são pessoas que tiveram outras famílias, trazendo esses filhos para as novas relações.

Assim, nascem as “famílias mosaicos”, em que filhos de outros casamentos convivem com padrastos, madrastas e filhos de relacionamentos provenientes da outra parte, gerando com eles visitas do pai ou da mãe, períodos de férias compartilhadas, pensão alimentícia, dentre outros, além da relação de educar os filhos com a possível interferência de outras pessoas, como o próprio padrasto ou a madrasta.

Se os filhos devem conviver debaixo do mesmo teto dessa pessoa, viver pelas regras da casa, ter uma relação de respeito e até de afeto, como ele ou ela não irão interferir na educação da criança?

Segundo a advogada Cristina Cabral, isso deve ser conversado entre o pai e a mãe, sempre visando o bem-estar dos filhos, que é o principal.

Durante o programa Mulheres em Flow do dia 5 de janeiro de 2021, em que a psicóloga e apresentadora Rosangela Sampaio conversou com a especialista sobre esse assunto de forma mais ampla, ela deixou claro que um ponto importante é evitar a alienação parental.

“Alienação parental é um dos genitores falar mal do outro ou da família dele, assim como não deixar ter contato, exercer o direito de visita ou causar algo que a criança não queira mais ver o outro genitor, porque isso dilui o vínculo”, esclarece.

Inclusive, essa atitude pode fazer com que o detentor da guarda da criança possa vir a perdê-la.

Quer saber mais sobre esse tema? Assista ao programa na íntegra.

Programa Mulheres Em Flow:

As famílias mosaico e seus efeitos jurídicos

Quer assistir a outros programas? Acesse: Rosangela Sampaio – Mulheres Em Flow.

%d bloggers like this: