Marketing e tecnologia ajudam a melhor performance de vendas

Martechs fornecem dados para que as empresas possam aperfeiçoar o relacionamento com os consumidores e proporcionar experiências exclusivas

É fato que durante a pandemia de Covid-19 muitas empresas precisaram se adaptar a novas ferramentas para sobreviverem em meio à crise. Isso porque a experiência digital passou a fazer parte da rotina de grande parte da população mundial. No Brasil, segundo o estudo Webshoppers feito pela Ebit|Nielsen, o aumento do número de pessoas que passaram a comprar pela internet foi de 23% só em 2020. Por isso, cada vez mais as organizações buscam melhorar a experiência dos consumidores e a tecnologia tem sido uma importante aliada nesse processo, abrindo espaço para a atuação crescente das martechs.

Com o aumento das experiências de compra on-line, os conceitos de marketing e tecnologia estão se tornando uma coisa só. Diante desse cenário, uma martech atua com o objetivo de aprimorar o relacionamento com o potencial cliente e proporcionar experiências exclusivas. “O varejo físico está passando por um momento de transformação digital e ao mesmo tempo consumindo muita tecnologia. As martechs são protagonistas nessa revolução, trazendo dados que ajudam a melhorar o marketing e as vendas dentro do cotidiano das empresas”, afirma Marcio Pacheco, CEO da startup PhoneTrack.

Apesar do crescimento das experiências digitais, as ligações telefônicas ainda são um importante canal de contato entre cliente e empresa. Afinal, quando é importante a agilidade é um dos trunfos do telefone. Nesse sentido, tecnologias como o call tracking e o speech analytics, por exemplo, são capazes de melhorar a performance das vendas com inteligência artificial e automações. Isso acontece porque elas colaboram para a tomada de decisões baseadas em dados reais, resultado da análise de números. Exemplos de martechs são empresas que estão trabalhando com ferramentas que vão além da experiência digital e atuam com o telefone como um canal que ainda é importante no marketing.

Segundo Pacheco, o relacionamento com o cliente é uma das esferas que ganham cada vez mais espaço dentro do mercado de marketing e de vendas. Segundo o Google, em 2019, houve mais de 2,5 bilhões de visitas às páginas de contas pessoais para ajustar preferências de personalização de anúncios. Essa é uma entre tantas provas de que hoje, sem dados, não há campanha de marketing que consiga atingir os objetivos propostos, pelo menos não com o máximo de eficiência. “A digitalização dos dados para melhorar essa relação entre a empresa e o consumidor está sendo protagonizada pelas martechs”, analisa. As martechs já são muito populares entre os profissionais e agências de marketing e a tendência é que as ferramentas de inteligência a rtificial ganhem ainda mais mercado, já que têm o objetivo de melhorar estratégias de marketing e de vendas com base no comportamento do consumidor.

Sobre a PhoneTrack

Fundada em 2015, a PhoneTrack é uma startup que utiliza a inteligência artificial aplicada à voz para transformar a relação entre consumidor e empresa. Por meio de tecnologias como o call tracking e o speech analytics, a ferramenta fornece dados sobre campanhas on-line e off-line, como a quantidade de chamadas recebidas e perdidas, a média de duração de cada ligação e as principais palavras-chaves usadas durante o contato. Além disso, a PhoneTrack permite a comparação de resultados entre campanhas diferentes, melhorando o padrão do atendimento telefônico.

Site: www.PhoneTrack.com.br

Facebook: www.facebook.com/PhoneTrack

Instagram: @PhoneTrack

YouTube: www.youtube.com/c/PhoneTrack

LinkedIn: https://br.linkedin.com/company/PhoneTrack

Raul Kury
Jornalista Profissional-Mtb-19.972