Empreendedorismo nas comunidades do Rio é destaque em evento

Atualmente, 13,6 milhões de pessoas estão vivendo em comunidades no Brasil, segundo a pesquisa realizada pela Data Favela, em parceria com o Instituto Locomotiva. Caso formassem um estado, seria o quinto mais populoso do país. Pensando em todo o potencial dessas regiões, o CEU – Ciclo Empreendedor Universitário vai discutir sobre o ecossistema Empreendedor das comunidades do Rio de Janeiro. Gratuito e aberto ao público, as conferências vão ser transmitidas, ao vivo, pelo Youtube às terças do mês de maio, a partir das 19h.

Segundo Amanda Eloi, administradora e sócia-fundadora do CEU, o evento, que completa cinco anos, visa mostrar a importância das comunidades tanto para a sociedade quanto para a economia, além de apresentar novas soluções e oportunidades para os empreendedores que fazem negócios e vivem nesses locais.

 

Levantamento

O levantamento da Data Favela revela ainda que 89% dos moradores de comunidades estão em capitais e regiões metropolitanas. Amanda comenta que o Rio de Janeiro é o único estado do sudeste com mais de 10% da população vivendo em favelas. “80% das famílias dessas localidades estão sobrevivendo com menos da metade de sua renda, em consequência do cenário pandêmico”.

 

  • Apesar das adversidades, eles são um exemplo de caridade. Mesmo com a vida difícil, a pesquisa apresentou que 49% dos brasileiros fizeram algum tipo de doação durante a pandemia, enquanto 63% dos moradores de comunidades fizeram algum tipo de doação durante a pandemia – diz.

 

Para Amanda, isso mostra o quanto são preocupados com a cooperação mútua e a busca de solução de problemas, que são habilidades fundamentais para qualquer empreendedor.

 

A pesquisa também revelou que os negócios nas comunidades são bem característicos do nosso país, que em sua maioria são empresas familiares. “Nesses locais, os negócios são voltados para a própria vizinhança. O aplicativo de mensagens whatsapp, por exemplo, ajudou demais esses empreendedores, pois facilitou a comunicação com os clientes”.

 

  • Apesar de muita informalidade, o pouco que eles têm, transformam em muito. O potencial econômico é impressionante. Para se ter uma ideia, juntas, as comunidades conseguem movimentar em torno de 119 bilhões de reais por ano, que é um volume superior em relação a muitos estados – relata.

 

Evento

O CEU tem como proposta reunir representantes de empresas, universidades e governo a fim de divulgar as iniciativas empreendedoras existentes pelo Brasil e mostrar como a educação de fato está transformando as realidades desses estados. “Queremos inspirar pessoas para mudar o cenário do Brasil por meio da educação e de um empreendedorismo mais ‘humanizado’”, ressalta Amanda.

 

Ciclo Empreendedor Universitário:

https://www.youtube.com/c/CEUCicloEmpreendedorUniversitário

 

Programação:

Painel – Negro é a raiz da Liberdade

Dia: 03/05 das 19h às 20h30 (horário de Brasília)

Mediador: Diego Silva – Coordenador do Programa INOVA RS junto à Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do Estado do Rio Grande do Sul.

Participantes: Cety Soledad – Visão Coletiva; Adilson Samora – Diretor da Universidade Estácio de Sá/ Unidade Nova Friburgo; Débora Carvalho – Rota Comunicação; Emanuele Sanuto – Sanuto Produções; Phrancys Alberto e Maria Eduarda Xavier – Enactus Unirio; Diogo Oliveira – Shell Iniciativa Jovem

 

Painel – Andar tranquilamente na favela onde eu nasci

Dia: 10/05 das 19h às 20h30 (horário de Brasília)

Mediador: Jeferson Alves – Coordenador da Nave do Conhecimento Nova Brasília/ RJ

Participantes: Lucas Lima – Fundador da Infill; Luiette Ornellas – Presidente da Associação Círculo Laranja; Marcelo Verly – Presidente do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Nova Friburgo; Elias Mast – Fotógrafo; Milena Nascimento – Fundadora da MILE LAB; Fernando Cespe – Fundador da Casa Naara; Vinicius Von Doellinger – Coordenador da Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Solidários Sustentáveis (ITESS – CEFET/RJ)

 

 

 

Painel – Deixe-me ir Preciso andar Vou por aí a procurar

 

Dia: 17/05 das 19h às 20h30 (horário de Brasília)

 

Mediador: Zoroastro Esteves – CEO da Veredas – Gestão por Resultados

 

Participantes: Laion Manfroi – Head de Inovação e Novos Negócios do UNIFAA; Davi Canella – Fundador da RepresentArte Macramê; Alexandre Caruso – Gestor de Comunidade da Fábrica de Startups; Bernardo Guerreiro – Co-fundador da Composta’e Gestão de Resíduos LTDA; Marco Braga – Coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica do CEFET/RJ

 

 

 

Painel – Tem que lutar; Não se abater; Só se entregar; A quem te merecer

 

Dia: 24/05 das 19h às 20h30 (horário de Brasília)

 

Mediador: Fábio Camara – CEO do Grupo FCamara

 

Participantes: João Leal – Superintendente Desenvolvimento Sustentável da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais/ RJ; Rosana Lopes – Coordenadora da Nave do Conhecimento Museu Cidade Olímpica e Paralímpica; Igor Izy – Artista Visual; Lennon Jesus – CEO e CTO da Melhores Diaristas; Fernando Ximenes – Fundador da Escola da Consultoria; Wagner Siqueira – Assessor Especial do Secretário Estadual de Fazenda e Diretor Geral da Universidade Corporativa do Administrador, Cônego Cláudio dos Santos- Pároco da Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro

 

 

 

Painel – A favor da comunidade; Que espera o bloco passar

 

Dia: 31/05 das 19h às 20h30 (horário de Brasília)

 

Mediador: Tatiany Lukrafka – Jornalista

 

Participantes: Vinícius Fracassio – Presidente e Diretor de Mecânica da Serra Jr. Engenharia da UERJ; Sthefany Castro – Coordenadora de Projetos Sociais no CIEDS – Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável; Márcio Campos – Diretor de tecnologia do ICTIM – Instituto de Ciência Tecnologia e Inovação de Maricá; Glaudson Bastos – Sócio-fundador da Logike Associados SC; Guilherme Cintra – Assessor Especial para Transformação Digital e Inovação da Secretaria Municipal de Educação.

 

 Tiberius Drumond

Assessor de Imprensa

tiberius@agenciadrumond.com

guileac

Sócio diretor do jornal O Campista desde sua fundação feito para ajudar as pessoas que não tem espaço na mídia a mais de 12 anos fazendo a diferença.