PORTO DO AÇU ASSINA ACORDO COM A FERTIPAR SUDESTE PARA MOVIMENTAÇÃO DE FERTILIZANTES

Novos galpões do Terminal Multicargas permitirão operação e armazenagem de fertilizantes e outros granéis para suprir a demanda do mercado interno

São João da Barra, 16 de julho de 2020 – A Porto do Açu Operações assinou o primeiro acordo para movimentação de fertilizantes no Terminal Multicargas (T-MULT). A operação está prevista para setembro, com a Fertipar Sudeste, do Grupo Fertipar, que importará aproximadamente 20 mil toneladas de cloreto de potássio (KCL) para o interior do estado de Minas Gerais. O escoamento do navio que aportará no Açu será feito por carretas até as cidades de Varginha (MG) e Martins Soares (MG). O acordo, já em vigor, possibilitará o recebimento de mais navios de fertilizantes até março de 2021.

A operação marca a estreia do Porto do Açu no agronegócio por meio da ampliação do T-MULT. Foram montados dois galpões lonados, com área aproximada de 6 mil metros quadrados e capacidade para armazenar até 25 mil toneladas de insumos por vez. A prioridade é atender à demanda nacional de fertilizantes, mas também há possibilidade de estocar e movimentar outros tipos de produtos durante a entressafra, como granéis sólidos agrícolas e minerais.

 

As obras civis, finalizadas em junho, foram executadas em dois meses. “Teremos a capacidade de operar um navio de aproximadamente 25 mil toneladas por mês e estimamos 150 mil toneladas movimentadas para este primeiro ano de operação, fora as possibilidades de movimentação de outros produtos, ainda em fase de negociação”, projeta João Braz, diretor de Terminais e Logística da Porto do Açu Operações.

 

O Brasil é o quarto maior consumidor global de fertilizantes e importa cerca de 77% do que consome localmente. Com este serviço no portfólio, o Porto do Açu busca atender a demanda interna, principalmente o mercado de Minas Gerais, nas regiões leste, sul e centro do estado, onde há uma grande base de distribuidoras instaladas.

 

“A busca por opções de logística para o abastecimento de nossas unidades é algo importante para trazer competitividade à empresa. Enxergamos o Porto do Açu como uma alternativa de porta de entrada de fertilizantes para a região de atuação da Fertipar Sudeste. Estamos otimistas, pois pode criar mais uma boa opção de operação logística para nós”, diz Rodolfo Kieser, Superintendente da Fertipar.

Pelo Porto do Açu este projeto também é considerado o embrião para a fase de industrialização do empreendimento portuário no setor petroquímico, que será consolidada com a atração de indústrias para este fértil ambiente de negócios do Norte Fluminense.

 

A montagem destes galpões faz parte do plano de expansão do T-MULT, que inclui a ampliação do terminal com aumento do cais e do pátio para granéis, a construção de um pátio dedicado a cargas gerais e contêineres e outros novos galpões para armazenamento. Ainda em julho, o T-MULT também começará a fazer cabotagem na categoria “feeder short distance”, em uma parceria com a Companhia de Navegação Norsul, que transportará contêineres por comboio oceânico entre os portos do Rio e do Açu.

Em operação desde 2015, o T-MULT registra notável expansão média de 64% por ano. O terminal conta com área alfandegada de 182.000 m² e cais de 500 metros, com calado de 13,1 metros e 14,5 metros de profundidade. Até 2019, 2,2 milhões de toneladas já foram movimentadas pelo terminal, entre granéis sólidos, cargas gerais e de projeto.

Porto do Açu

Com atividades iniciadas em 2014, o Porto do Açu tem grande vocação para o segmento de O&G devido à sua localização estratégica próximo às principais bacias offshore do país e movimenta petróleo, minério de ferro, carvão, coque, bauxita, carga geral e de projetos, entre outros. No ano de 2019, o Açu registrou 3.252 acessos, 28% a mais do que o registrado em 2018. Desde que começou a operar, o porto já recebeu mais de 9 mil navios.

São 130 km² de área, sendo 40 km² de reserva ambiental, o empreendimento conta atualmente com 14 empresas instaladas: Porto do Açu Operações, Açu Petróleo, BP Prumo, B-Port (empresa do Grupo Edison Chouest), InterMoor, NOV, TechnipFMC, Wärtsilä, Ferroport, Anglo American, Dome, GNA (Gás Natural Açu), Estação Açu e Aeródromo Norte Fluminense.

Grupo Fertipar

Presente nas principais regiões agrícolas do país, o Grupo Fertipar iniciou suas atividades em 1980, e atualmente é composto por 12 empresas. Com crescimento médio de 15% nos últimos 40 anos, suas 21 unidades industriais espalhadas pelo Brasil oferecem fertilizantes para todas as culturas com os melhores serviços para o produtor rural, o que contribui para o desenvolvimento do agronegócio do país.

A Fertipar Sudeste é a empresa do Grupo que apresenta uma atuação mais focada no mercado de café, representando aproximadamente 60% de suas vendas, e os outros 40% estão distribuídos nas culturas de milho, soja, cana de açúcar, citricultura, horticultura e reflorestamento da região sudeste.

 

%d blogueiros gostam disto: